Facebook Linkedin Twitter
#
CONTACTE-NOS
(+351) 226 156 500
CURSO ARTE E INFINITUDE, com Bernardo Pinto de Almeida
de 20 NOV 2017 a 19 FEV 2018
De Hegel a Tatlin, ou destes a Arthur Danto, mais recentemente, muitas foram, nos últimos 150 anos, as sucessivamente anunciadas "mortes da arte”. 
Se o primeiro a quis dissolvida na filosofia, numa anunciada realização do Espírito Absoluto, ou os Vanguardistas do início do Século XX (Futuristas, Dadaístas e Construtivistas russos) a anteciparam a breve trecho ultrapassada pelo movimento progressista da História e, de um ponto de vista mais conservador, Danto a viu anunciada na realização prática da Pop warholiana, assegurando-lhe uma morte solenemente americana,  o facto é que, qual fénix, a arte incessantemente vem renascendo das suas cinzas, anunciando, contra todos os prognósticos, um sentido de infinitude. Seja no plano da criação, seja institucional ou no de mercado.
Pensar a dimensão da infinitude da arte através das formas transitórias do Contemporâneo — das práticas artísticas às inscrições institucionais, e às repercussões destas no plano comunicacional do mercado —  é uma das apostas fortes deste Ciclo de Conferências que se propõe analisar, ao longo de doze sessões, ilustradas por vastos conjuntos de imagens e através da meditação sobre obras de Artistas centrais, alguns momentos da arte do século XX que prepararam a Contemporaneidade para, a partir deles, entender que, apesar da modificação dos seus paradigmas e das suas significações, a arte resiste, quer como prática quer como instituição.

Número de sessões: 12 com um total de 18 horas
Horários: 19H-20H30
Datas: Segundas-feiras
20 NOV, 27 NOV 
4 DEZ, 11 DEZ, 18 DEZ
8 JAN, 15 JAN, 22 JAN, 29 JAN
5 FEV, 12 FEV, 19 FEV

Inscrições até 13 NOV 
Preço normal: 250€ - Inscrição aqui. 
Amigos de Serralves e Estudantes: 225€ - Inscrição aqui.
Lotação: 45 pessoas

Para mais informações, por favor contacte Manuela Ferreira através do mail m.ferreira@serralves.pt
  • LocalBIBLIOTECA
  • Horário19h00 - 20h30
  • Dias 20 NOV 2017 - 19 FEV 2018
Bernardo Frey Pinto de Almeida, n. 1954 no Peso da Régua.

Doutorou-se, em 1993, pela Universidade do Minho, em História da Arte e da Cultura. 
É, desde 2003, Professor Catedrático na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. 

Prémio AICA/Gulbenkian de Crítica de Arte (1983). 
Colaborações com revistas: "Colóquio/Artes”, "Arte Ibérica” (Portugal) "Lapiz”, "Arte y Parte” (Espanha), "Flash Art” (Itália) "Artforum” e "Contemporanea” (EUA), além de escrever regularmente na imprensa desde 1981.

Actividade institucional:
Integrou a Comissão de Compras da Fundação de Serralves (1989-1995). Organizou a colecção de Arte portuguesa contemporânea do M.E.I.A.C.-Museo Extremeño Ibero-Americano de Arte Contemporaneo (Badajoz/Espanha), 1994. Foi, entre 1997 e 2001, Director Artístico da Fundação Cupertino de Miranda em V. N. de Famalicão, onde fundou o Centro de Estudos do Surrealismo e organizou diversas exposições e actividades culturais. Representando o Estado Português, integrou o Conselho de Administração da Fundação Berardo (2006-2010).

Organizou, como comissário independente, mais de seis dezenas de exposições em diversos Museus e Instituições (Portugal e Espanha) em Museus e Instituições públicas e privadas, entre as quais a Secção internacional da Bienal Internacional de Pontevedra em 1986 e 1988, Há um minuto do mundo que passa (Fundação de Serralves, 1990), Angelo de Sousa - Uma Antológica (Serralves/CCB, 1993), Colecção de arte portuguesa no M.E.I.A.C. (Badajoz, Espanha, 1995), Dennis Oppenheim (Fundação de Serralves, Porto,1996). 

Dirigiu a Colecção "Caminhos da Arte Portuguesa no Século XX” (de que se publicaram 40 volumes) na Editorial Caminho.
Prefaciou cerca de cinco centenas de catálogos de exposições, em Portugal e no estrangeiro, a convite de Instituições e galerias de arte, e proferiu mais de três centenas de conferências em Museus, Universidades e Fundações sobre temas de Crítica e de História da Arte e da Cultura, em Portugal e no estrangeiro, nomeadamente a convite do Collège International de Philosophie.

Publicou diversa obra, de ensaio e de poesia, em que destaca:

Ensaio:

Pintura Portuguesa no Século XX, ed. Lello & Irmãos, Porto, 1993 (2ª edição 1996, 3ª 2002). 
Imagem da Fotografia, ed. Assírio & Alvim, Lisboa, 1995. 
Immagine della Fotografia, edição italiana, ed. Jouvence, Roma, 2006 (com prefácio de António Tabucchi) em nova edição portuguesa, Relógio d’Água, Lisboa, 2014.
O Plano de Imagem, ed. Assírio & Alvim, Lisboa, 1996.
Henrique Pousão, ed. Assírio e Alvim, Lisboa, 2000.
Transição — Cíclopes, Mutantes, Apocalípticos, ed. Assírio e Alvim, Lisboa, 2002.
As imagens e as coisas, ed. Campo das Letras, Porto, 2002.
Quatro Movimentos da Pele, ed. Campo das Letras, Porto, 2004.
Força de Imagem - O Surrealismo, Campo das Letras, Porto, 2008
Alberto Carneiro - Lição de Coisas, Campo das Letras, Porto, 2008
A representação das Imagens/Noronha da Costa, Afrontamento, Porto, 2012.
Ângelo de Sousa - Lógica da Percepção, ed. Bial, Porto, 2016.
Arte Portuguesa no Século XX - Uma História Crítica, ed. Coral Books, porto, 2016.

Poesia:

Escalas, ed. do autor, Porto, 1981.
sem título, Sétima Face ed. Porto, 2002.
e outros poemas, ed. Quetzal, Lisboa, 2002.
Depois que tudo recebeu  o nome de Luz ou de Noite, ed. Asa, Porto, 2002.
Hotel Spleen, ed. Quetzal, Lisboa, 2003.
Marin, & etc., Lisboa, 2003.
Segunda Pátria, &etc, Lisboa, 2005
A Noite, Relógio d'Água, Lisboa, 2006,
Negócios em Ítaca, Relógio d'Água, Lisboa, 2011.

Literatura infantil:

As aventuras do Pato Raimundo, Assírio e Alvim, Lisboa, 2000
A última obra do pintor, Quetzal, Lisboa, 2002
O Natal do Pedro, ed. ASA, Porto, 2002

Ser Amigo faz a diferença.
Junte-se a nós! 

MoradaRua D. João de Castro, 210
4150-417 Porto Portugal
Latitude 41º 9'35.40"N
Longitude 8º39'35.35ºW
CONTACTE-NOS 226156500
SIGA-NOS
Serralves