Facebook Linkedin Twitter
#
CONTACTE-NOS
(+351) 226 156 500
SPLITTING, CUTTING, WRITING, DRAWING, EATING… GORDON MATTA-CLARK
de 14 OUT 2017 a 07 JAN 2018
Gordon Matta-Clark (1943-1978) é um dos artistas mais importantes da década de 1970, cuja obra continua a ter uma influência significativa em arquitetos e artistas plásticos. A exposição "Splitting, Cutting, Writing, Drawing, Eating… Gordon Matta-Clark” esteve patente no Museu de Serralves de maio a setembro e é agora inaugurada na Culturgest, no próximo dia 13 de outubro.

A exposição está concebida à volta dos verbos construtivos e destrutivos que definem a sua relação com a arte e arquitetura, e apresenta correspondência, desenhos, fotografias, cadernos de notas e filmes relacionados com os projetos principais do artista, pertencentes ao arquivo do CCA – Canadian Centre for Architecture de Montréal. A exposição conta ainda com duas fotografias e oito filmes da Coleção de Serralves, produzidos entre 1971 e 1974.

Paralelamente aos mais importantes cortes de edifícios de Matta-Clark, realizados entre 1973 e 1978, em que cortou cuidadosamente buracos no chão de edifícios abandonados, incluindo A W-Hole House, Conical Intersect, Day’s End e Splitting (1974), a exposição explora o interesse do artista por processos metabólicos e culinária, incluindo o restaurante Food (1971); os jogos com a linguagem e a sintaxe do vazio, lacunas e espaços abandonados; e a utilização do desenho como forma de pensar através do espaço. Esta exposição foca-se nestes aspetos criativos e sociais da conceção da arquitetura de Matta-Clark, ou, como ele disse, "fazer espaço sem o construir". 

Para além de materiais de arquivo e obras importantes deste artista, a exposição apresenta uma seleção de obras de outros artistas, incluindo Ed Rusha, Dan Graham, Alvin Baltrop e Emily Roysdon, que criam um contexto para os gestos literais e metafóricos de Matta-Clark, produzidos em locais de reconstrução urbana, abandono ou renovação, ou em contextos marginais ou de privação económica.

"Splitting, Cutting, Writing, Drawing, Eating… Gordon Matta-Clark” é acompanhada por uma publicação que integra textos da autoria dos comissários da exposição, João Ribas e Delfim Sardo, assim como documentação sobre as obras, materiais de arquivo e fotografias.

A exposição "Splitting, Cutting, Writing, Drawing, Eating… Gordon Matta-Clark” é organizada pelo Museu de Arte Contemporânea de Serralves, Porto, e pela Culturgest, Lisboa. É comissariada por João Ribas, Diretor Adjunto e Curador Sénior no Museu de Serralves, e Delfim Sardo, Curador para as Artes Visuais na Culturgest.
Actividades Relacionadas
  • LocalCulturgest, Lisboa
  • Dias 14 OUT 2017 - 07 JAN 2018
Gordon Matta-Clark foi uma figura central no mundo da arte no SoHo de Nova Iorque dos finais da década de 1960 até à sua morte em 1978, e é hoje reconhecido como um dos artistas mais influentes das últimas décadas. Nasceu em Nova Iorque a 22 de junho de 1943, filho dos artistas Roberto Matta e Anna Clark. A infância de Matta-Clark foi passada em Nova Iorque, Paris e Chile, e estudou arquitetura na Cornell University entre 1963 e 1968. 

Ser Amigo faz a diferença.
Junte-se a nós! 

MoradaRua D. João de Castro, 210
4150-417 Porto Portugal
Latitude 41º 9'35.40"N
Longitude 8º39'35.35ºW
CONTACTE-NOS 226156500
SIGA-NOS
Serralves